Naufrágios ocorridos no interior da baía da Horta (Faial, Açores) 

Paulo Monteiro

 

1673 - 1 de Novembro, navios Pearl e Elias, ingleses, respectivamente de Bristol e Londres, capturados pela armada holandesa de Evertsen; dois ketches holandeses de pesca, vindos da Terra Nova.

1723 - Navio deu à costa.

1814 - 26 de Setembro, navio corsário americano
General Armstrong, afundado por 3 navios de guerra ingleses.

1833 - Barca inglesa
King George, nos rochedos a sudoeste.

1846 - 28 de Fevereiro, escuna
Balius, entre o varadouro e o porto do castelo.

1851 - Novembro, brigues
Harbinger, americano de Dabney, e Cruz, português de Francisco Reis Silva.

1854 - Outono, barca
Io no recife ao largo do castelo de Santa Cruz.

1856 - 15 de Janeiro, galera
Ravenwood no cais do Morato.

1858 - 17 de Janeiro, escuna americana
Pathfinder, do porto de Washington, entre o Canto de Dona Joana e a Alfândega, em frente da casa do Figueiredo; escuna portuguesa Júpiter, em lastro, nos rochedos do canto da Alfândega; brigue português Margarida Leonor, junto à muralha; escuna Nereida, na Pedra dos Frades, junto à Cruz; escuna inglesa Lady Ann, na popa da Pathfinder.

1858 - 18 de Janeiro, escuna inglesa
William Morgan Davies, defronte da ermida da Nossa Senhora da Boa Viagem; barca North Sea, defronte do Poiso Novo; escuna King Alfred, no Coice da Alagoa.

1860 - Galera
Venice, incendiou-se.

1861 - 28 de Dezembro, barca
Brazileira-Açoreana.

1863 - 22 de Dezembro, galera
Orion, na muralha norte, Canto de Dona Joana.

1864 - Outubro,
Santa Clara, no cais.

1868 - 08 de Dezembro, barca baleeira
Firmeza, na areia.

1876 - 23 de Fevereiro, barca americana
Addison.

1885 - 31 de Dezembro, barca inglesa
Paladin.

1893 - 28 de Agosto, barca italiana
Giuseppe Emmanuel, no canto da Boa Viagem; lugre americano Tremont, no Monturo.


Naufrágios provavelmente ocorridos no interior da baía da Horta

1560 - Nau espanhola.

1625 - Nau almiranta da esquadra de Portugal, vinda do Brasil.

1652 - Navio inglês de Rupert, Príncipe Paladino.

1660 - Caravela portuguesa
Nossa Senhora da Boa Memória, vinda da Índia.

1698 - 13 de Novembro, cinco navios que deram à costa devido a tempestade.

1779 - 31 de Outubro, fragata espanhola
Nuestra Señora del Carmen; navio de corso inglês, navio português, navio francês.

1779 - Navio francês
Le Marchais.

1789 - Inverno. Navio com 30 tripulantes, carga e dinheiro.

1810 - Galera
Susana.

1813 - Bergantim
Delfim.

1825 - 22 de Janeiro, três navios.

1835 - Escuna.

 

 

Citation Information:

Paulo Monteiro,
2003, The Nautical archaeology of the Azores:
Naufrágios ocorridos no interior da baía da Horta (Faial, Açores), World Wide Web, URL, http://nautarch.tamu.edu/shiplab/, Nautical Archaeology Program, Texas A&M University.