Naufrágios no Porto da Calheta, ilha de São Jorge, e suas cercanias 

Paulo Monteiro

 

Finais do século XVI – Nau de guerra inglesa não identificada, naufragada a este da Calheta, no sítio do Bairro da Ribeira.

1706, 28 de Novembro - Sumaca/Balandra York, naufragada na Calheta com uma carga de pau brasilette e tabaco.

1783, 13 de Fevereiro - Fragata de guerra inglesa HMS Pallas, queimada até ao lume da água no meio da baía do porto da Calheta.

1821, 02 de Março – Brigue português Conceição e Almas da praça de Ponta Delgada, afundado no cais da Calheta.

1864, Maio - Barca francesa Mont-Ferran, um navio negreiro com carga de linhaça, naufragado no porto da Calheta.

1867, 26 de Janeiro - Brigue francês Rosélie, naufragado na Ponta do Açougue a 400m a Oeste da Calheta, logo abaixo Igreja Matriz.

1888, 09 de Novembro – Falucho português Amizade, naufragado no sítio das “Três Pedras" a 400 metros a leste do porto da Calheta.