Who was who in the establishment of the Portuguese India Route

 
Jorge Álvares I
Existem pelo menos dois indivíduos com este nome ligados à presença portuguesa no Extremo Oriente, de que não sabemos a origem. O primeiro deles, em termos cronológicos, surge a partir de 1511 como escrivão da nau São João da Rumessa, que faz a ligação comercial entre Cananor e Goa. Em 1513 encontra-se em Malaca, de onde parte como escrivão de um junco enviado à China por Rui de Brito Patalim, capitão de Malaca, numa parceria entre as autoridades portuguesas e o mercador quelim Nina Chatu. Jorge Álvares torna-se, deste modo, o primeiro português a atingir a China e a colocar um padrão português num porto chinês - Tamau, a cerca de 20 Km de Cantão. Nos anos seguintes, Jorge Álvares volta a realizar viagens à costa chinesa em 1517 e 1519 e torna-se tradutor. Durante a realização de uma nova viagem à China em 1521, Jorge Álvares adoece e morre em 8 de Julho desse ano. De acordo com João de Barros, é enterrado junto do padrão que erguera anos antes.

 

Citation Information:

Paulo Guinote,
2003, India Route Project:
Who was who in the establishment of the Portuguese India Route, World Wide Web, URL, http://nautarch.tamu.edu/shiplab/, Nautical Archaeology Program, Texas A&M University.